Os estilos mais usados na decoração de interiores.

Chegou a hora de decorar sua casa e você não sabe qual estilo escolher? Nós te ajudamos! Nesse post vamos falar dos estilos mais usados pelos designers de interiores e os mais queridos por seus clientes:

  • Contemporâneo: básico e simples, mas ousado. Aceita todos os elementos: madeira, metais, pedras, texturas, vegetação, etc. Mobiliário se destaca pela cor, tamanho ou design. Cores neutras com destaques em cores vivas e fortes, abuse dos contrastes.
Projeto de interiores contemporâneo por Claudia F Arquitetura.
Projeto de interiores contemporâneo por Claudia F Arquitetura.
  • Minimalista: carrega o conceito do menos é mais, ou seja, ter no ambiente apenas o estritamente necessário. Uso de objetos decorativos em pouquíssimas quantidades e muito sutis. Muito interessante usar esse estilo em ambientes pequenos pois aliando as cores claras aos poucos objetos, este parecerá mais amplo.
Interiores minimalista. Foto: VivaDecoraBLOG
Interiores minimalista. Foto: VivaDecoraBLOG
  • Escandinavo: o objetivo é transmitir leveza e aconchego. Paleta de cores no branco, cinza e bege, sempre predominando o branco, mesclado à cores mais vibrantes nos objetos. Detalhes em madeira para trazer aconchego.
Interiores escandinavo. Foto: VivaDecoraBLOG
Interiores escandinavo. Foto: VivaDecoraBLOG
  • Clássica: elegância, sofisticação e luxo podem descrever esse estilo. Tudo sempre muito ornamentado e trabalhado, repleto de detalhes, desde o rodapé até à cama com quatro colunas e mosqueteiro. O estilo decorativo pede ambientes com pé direito mais altos, muito uso de madeira e mármore. Paleta de cores: dourado, preto, vinho, azul marinho, verde escuro, prateado e rosa claro.
Projeto de interiores clássico por Claudia F Arquitetura.
Projeto de interiores clássico por Claudia F Arquitetura.
  • Rústico: móveis em madeira sem acabamento, pintura ou verniz, pedras brutas para revestimentos das paredes, pallets que se transformam em estrutura de camas, sofás em couro, sempre fazendo parecer que aquele móvel ou objeto já veio assim da natureza. Paleta de cores mais fechada, tons de marrom e cinza.
Projeto de interiores rústico por Claudia F Arquitetura.
Projeto de interiores rústico por Claudia F Arquitetura.
  • Industrial: referências vem das antigas fábricas. Uso de materiais desgastados, tijolos, tubulações, vigas e dutos à vista, piso geralmente em cimento queimado e muito uso de metais misturados à madeira. Paleta de cores sempre em tonalidades acinzentadas, cinza chumbo, branco com toques em preto.
Interiores industrial. Foto: Essência Móveis Blog
Interiores industrial. Foto: Essência Móveis Blog

Acesse nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que rola no dia a dia do nosso escritório.

Como escolher, posicionar, e limpar o AR CONDICIONADO

Capaz de transformar ambientes insuportavelmente quentes ou frios (sim, frios também) em ambientes agradáveis. Mas não é todo mundo que conhece e sabe fazer uso, então nós explicamos tudo pra você.

Antes de escolher e comprar, você deve saber alguns dados sobre o ambiente em que o aparelho será instalado:

  • metragem quadrada do ambiente para cálculo da potência necessária do ar condicionado;
  • fluxo de pessoas no ambiente;
  • número de aparelhos eletrônicos ligados no local;
  • quantidade de janelas e ocorrência do sol.

Após calculada a potencia, você deve saber se o local da instalação disponibiliza uma alimentação elétrica de 220V para o aparelho, caso não possua, terá de contratar um profissional da área para fazê-la. Se o local é um edifício, é importante procurar saber as regras do posicionamento da unidade condensadora, que ficará externa, alguns lugares não permitem esse posicionamento nas fachadas.

Então temos os tipos de ar condicionados:

  • Janela: clássicos e ficam com a parte traseira para fora do ambiente. São mais baratos, gera muito ruído e consome mais energia. Não se fabrica mais este modelo e por esse motivo há muita dificuldade para encontrar, apenas lugarem que ainda tem em estoque.
Modelo de aparelho de ar condicionado janela.
  • Portáteis: não precisam ser instalados e como o nome diz, pode ser levado de um lugar á outro. São silenciosos mas necessitam de cuidado e atenção para fazer a troca do reservatório com frequência e o resfriamento não é tão satisfatório.
Modelo de aparelho de ar condicionado portátil.

 

  • Split: o tipo mais recomendado pelo custo benefício. É o que há de mais novo em termos de tecnologia para uso residencial. São silenciosos, econômicos e o resfriamento é satisfatório pois possuem sensores que ao atingir a temperatura programada o desativa e assim que a temperatura do ambiente ou a programada for alterada novamente ele volta a funcionar.

Dentro desse tipo temos o modelo inverter que diferencia apenas pelo consumo energético durante o funcionamento, estes chegam a ser de 40 à 50% mais econômicos.

Modelo de aparelho de ar condicionado split.
Modelo de aparelho de ar condicionado split preto.

Também temos o modelo cassete e piso-teto :

  • Cassete: design discreto, economiza espaço por ser instalado no teto ou no forro (que deverá ser rebaixado pelo menos 40cm). Indicado para ambientes de médios à grandes.
Modelo de aparelho de ar condicionado split cassete.
  • Piso-teto: como diz o nome, pode ser instalada no piso ou no teto, a potência em BTUs é acima da média. Indicada para ambientes muito altos ou com pé direito duplo e um fluxo muito intenso de pessoas.
Modelo de aparelho de ar condicionado split piso-teto.
  • Bi split: permite que com apenas uma unidade externa interligue mais de uma evaporadora (unidade interna) sem perder rendimento e com economia de energia, pois contam com a tecnologia Inverter em seus compressores. Com o Bi Split é possível climatizar até 2 ambientes internos utilizando apenas uma única unidade externa.

Todos os tipos podem ter apenas a função de resfriamento ou resfriamento e aquecimento, o que particularmente é uma salvação nos dias frios, você pode programá-lo para ligar um tempo antes de ter que levantar, assim que acordar o ambiente estará aquecido e a tarefa de sair das cobertas não será mais tão difícil!!

O posicionamento das partes externas desses modelos (condensadores) deve ser previsto em projeto, juntamente com o projeto de elétrica e hidráulica, na maioria das vezes, quando o projeto não existe, a mão de obra esquece de deixar o rebaixo necessário o que acaba prejudicando na hora da instalação,  para que não fique nas fachadas e sim num local adequado com ventilação natural. As partes internas também devem ser posicionadas da melhor forma para o aproveitamento adequado do ar.

Posicionamento recomendado do ar condicionado.

Para saber a capacidade necessária para o seu ambiente você deve saber a metragem quadrada do mesmo e arredondar o valor para cima e então multiplica por 650btus (medida base), ao obter o resultado você terá a capacidade do seu ar condicionado. Caso o valor não dê uma capacidade existente, também arredonde valor.

Ex.: Suíte 1 (imagem acima) 16,88m²

17m² x 650 = 11.050  – Ar condicionado de 12.000btus

Sala de TV (imagem acima) 13,53m²

14m² x 650 = 9.100 – Ar condicionado de 9.000btus

  •  Processo de instalação
Passagem da infra estrutura antes de fazer o forro de gesso.
Execução do forro de gesso.
Caixa do ar condicionado instalada.
Ar Condicionado instalado. Criamos uma sanca rebaixada para embutir a máquina, assim não rebaixamos todo o forro.
Assim que finalizar essa obra, postaremos mais fotos dessa sala incrível!

A limpeza é um item muito importante a ser falado, muitas empresas oferecem o serviço de limpeza e limpam apenas o filtro da unidade evaporadora (parte que fica no interior do ambiente) chamada de limpeza preventiva, o que pode ser feito por você mesmo, basta levantar o painel, remover os filtros, lavá-los e colocá-los de volta.

Ilustração de limpeza dos filtros de aparelho de ar condicionado.

O correto a ser oferecido por uma empresa é a limpeza corretiva, onde o aparelho é retirado e é feita a lavagem com produtos específicos da bandeja, aletado, turbinas, filtros e da unidade condensadora (parte que fica externa).

Essas limpezas devem ser realizadas no mínimo de 3 em 3 meses, dependendo do uso do aparelho e do fluxo de pessoas no local instalado.

Fique atento! No início de 2018 foi aprovada uma lei em que obriga edifícios, públicos, privados e clínicas a manterem seus aparelhos com a manutenção em dia, você pode contratar pacotes com as empresas que devem ser credenciadas no CREA.

Aparelho de ar condicionado antes de ser efetuada nenhum tipo de limpeza. Imagem cedida pela empresa MR Ar Condicionado.
Aparelho de ar condicionado antes de ser efetuada nenhum tipo de limpeza. Imagem cedida pela empresa MR Ar Condicionado.
Aparelho de ar condicionado após ser executada as limpezas preventiva e corretiva. Imagem cedida pela empresa MR Ar Condicionado.

 

Obtivemos essas informações e indicamos os serviços da empresa MR Ar Condicionado, aqui de Sorocaba. Você pode entrar em contato pelo telefone (15) 3202-7732,  pelo whatsapp (15) 99815-1165 ou diretamente no local: Rua Aracajú, nº 260 no Jardim Paulistano, eles darão todo o suporte necessário.

 

Acesse nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que rola no dia a dia do nosso escritório.

Tipos de Lareiras residenciais

Nós, sempre em busca da fusão entre o estético e funcional, vamos falar hoje dessa união nos dias mais frios. As lareiras trazem um efeito único na decoração, e com a tecnologia elas evoluíram muito. A instalação e os materiais não são mais tradicionais e complexos, algumas não precisam mais nem de chaminé, hoje existem vários tipos.

Mas quais os tipos existentes e qual são os ideais? Bom, não existe um tipo ideal para cada ambiente e sim para cada tipo de local, por exemplo um apartamento não suporta uma lareira com chaminé ou pontos de gás, o ideal para este local seria a ecológica. Agora os tipos:

  • À lenha: geralmente de alvenaria com algum revestimento externo, as mais tradicionais.

Vantagens: beleza tradicional/clássica, maior sensação de conforto;

● Desvantagens: libera fumaça e fuligem, limpeza trabalhosa, pouco aproveitamento do calor e armazenamento de lenha;

Imagem retirada da internet de lareira à lenha em alvenaria.
Imagem retirada da internet de lareira à lenha em alvenaria.
  • Elétrica: para usar precisa ser ligada à rede de energia elétrica. Você pode ligar a opção de aquecimento ou de acender apenas as chamas decorativas.

Vantagens: práticas e cômodas, não precisa limpar, não produz resíduos e é mais segura pelas chamas não serem reais;

● Desvantagens: maior consumo de energia.

Imagem retirada da internet de lareira elétrica.
  • Ecológica: é abastecida à álcool e  pode ser portátil.

Vantagens: peça portátil e sem poluentes;

● Desvantagens: deve ser abastecida a cada uso;

Lareira ecológica em bolacha de madeira de demolição e base em vergalhões. Executada por Dimas Pires e Metalflama.
Lareira ecológica de acionamento à álcool. Madeira de demolição executado pelo Dimas Pires e base de inox da Metalflama.
Deve ser usado o álcool 92,8% – encontrado em lojas de produtos de limpezas ou na Metalflama em Sorocaba. A chama dura por volta de 4h se despejar uma garrafa de álcool.
  • À gás: dispensa o uso de lenha e existem dois modelos: linear, deve ser usado sobre base de alvenaria e utiliza pedras vulcânicas, e a de lenho cerâmico, são pequenos pedaços de lenha artificial que simulam uma lareira tradicional, mas a lenha não é queimada e precisa ser prevista em obra.

Vantagens: não gera sujeira nem fumaça, aquecimento mais potente e fácil acionamento e pode ser automatizada (acesso por controle remoto ou smart fone)

● Desvantagens: é necessário prever o ponto de gás IN LOCO;

Lareira à gás com base em salistone branca (pedra sintética). Por: Claudia F Arquitetura.
Lareira à gás em projeto residencial. Por: Claudia F Arquitetura
Tocheiro à gás em projeto residencial. Por: Claudia F Arquitetura
Lareira à gás em base de pedra para projeto residencial, por: Claudia F Arquitetura.
Lareira Metalflama à gás com pedras vulcânicas em base de pedra limestone por M2 Marmoraria. Para projeto residencial por: Claudia F Arquitetura.
Lareira à gás em base de vidro preto 12mm. Projeto residencial por: Claudia F Arquitetura.
Lareira à gás em projeto residencial por Claudia F Arquitetura.

Segue fotos da execução da lareira à gás da imagem acima:

Base da lareira em porcelanato da Gardenia assinado pelo Versace (Piso Prime acabamentos) Execução: Marmoraria Real
Corte para encaixe da base de inox
Teste da lareira instalada pela Metalflama
Foto IN LOCO – Projeto e administração de obra por Cláudia F Arquitetura
Projeto da lareira à gás por Cláudia F Arquitetura

Nesta mesma residência, projetamos uma lareira ecológica na suite do casal.

A Florense Marcenaria executou os móveis dessa suíte adaptados à lareira:

Promob Studio Florense
Promob Studio Florense

Essa residência ainda está em obra, mas assim que finalizar postaremos mais fotos.

Para concluir a apresentação de lareiras, visitamos o show room da Metalflama aqui na cidade de Sorocaba para conferir os modelos de lareiras que a empresa oferece.

Veja a lareira á gás controlada por controle remoto:

Tocheiro para área externa – Metalflama Sorocaba

As lareiras ecológicas podem ser instaladas em base de pedra, vidro 12mm ou  madeira de demolição, que se torna uma peça exclusiva. Visitamos o Ateliê do artesão Dimas Pires na cidade de Sorocaba, e encontramos peças incríveis!

opções de lareira ecológica como mesa de centro – Dimas Pires e Metalflama
opção de lareira ecológica como mesa de centro – Dimas Pires e Metalflama

Agora é só escolher o modelo que mais lhe agrada, assim podemos indicar o melhor lugar a ser posicionada.

Para ver mais sobre nosso escritório e nossos projetos, acesse nossas redes sociais.

Inauguração Escritório CF – 25/10/2017

Convite coquetel Cláudia F Arquitetura – por Valmir Alves com Gi Embalagens e Atos Brasil

Em outubro de 2017, inauguramos o nosso escritório após 5 anos no mercado da cidade de Sorocaba SP. Uma reforma foi realizada para atualizar o espaço e deixa lo ainda mais aconchegante.

Um coquetel para 120 pessoas, entre família, amigos, clientes e parceiros foi servido com muito bom gosto para brindarmos ao nosso caminho percorrido e futuro projetos.

Convite coquetel Cláudia F Arquitetura – por Valmir Alves com Gi Embalagens e Atos Brasil
Convite coquetel Cláudia F Arquitetura – por Valmir Alves com Gi Embalagens e Atos Brasil

Esse evento foi assinado pelo organizador de eventos Valmir Alves, que junto com seus parceiros captaram a essência e idealizaram o sonho da arquiteta Cláudia Ferreira.

Nosso escritório trabalha com o Valmir há 5 anos com projetos de eventos, e chegou o grande dia de realizar o nosso própio. O coquetel foi um sucesso, graças a dedicação que a equipe do Valmir Alves teve com cada detalhe do evento.

Hall de entrada coquetel Cláudia F Arquitetura – por Valmir Alves com Coberdec e Atos Brasil
Hall de Entrada coquetel Cláudia F Arquitetura – por Valmir Alves com Coberdec e Atos Brasil
Recepção Escritório Cláudia F Arquitetura
Hall de entrada Cláudia F Arquitetura – por Valmir Alves com Coberdec e Atos Brasil
Coquetel Cláudia F Arquitetura – por Valmir Alves com Estela Ayub Banqueteira
Coquetel Cláudia F Arquitetura – por Valmir Alves com Estela Ayub Banqueteira
Coquetel Cláudia F Arquitetura – Arquiteta Cláudia Ferreira

Gostaríamos de agradecer a todos os convidados pela presença!!!

Seguem as fotos do grande dia:

Coquetel Cláudia F Arquitetura – Arquiteta Cláudia Ferreira
Coquetel Cláudia F Arquitetura – Arquiteta Cláudia Ferreira e seu esposo, Leandro Barros
Coquetel Cláudia F Arquitetura – Arquiteta Cláudia Ferreira, Fernando de Castro (irmão), Eliane Ferreira (mãe) e César Pereira (esposo mãe)
Coquetel Cláudia F Arquitetura – Eliane Ferreira (mãe) e Arquiteta Cláudia Ferreira
Coquetel Cláudia F Arquitetura – Cláudio de Castro (pai), arquiteta Cláudia Ferreira e Valéria Belomo (esposa pai).
Coquetel Cláudia F Arquitetura – Arquiteta Cláudia Ferreira, Antonio (afilhado) e Elen Berttocco (amiga/irmã)
Coquetel Cláudia F Arquitetura – Fernando de castro (irmão) e Arquiteta Cláudia Ferreira
Coquetel Cláudia F Arquitetura – Arquiteta Cláudia Ferreira com a parceira e futura arquiteta Paula Gavioli
Coquetel Cláudia F Arquitetura – Arquiteta Cláudia Ferreira e Verônica Gaburro (amigas/ex sócia/ex chefe)

Muito Obrigada Valmir Alves e colaboradores, por realizar o evento que marcou o nosso escritório.

Coquetel Cláudia F Arquitetura – Arquiteta Cláudia Ferreira e Valmir Alves (amigo/organizador de eventos)
Coquetel Cláudia F Arquitetura – Arquiteta Cláudia Ferreira

Parceiros:

Valmir Alves organizador de eventos, Gi embalagens, Coberdec Eventos, Atos Brasil, Estela Ayu banqueteira, JCN Paisagismo e Lucas DJ.

Fotos: Sociais.com: Ana Marilin e Victor Almeida

Acessem o Sociais.com para ver a cobertura do evento com mais detalhes.

O nosso evento foi pulicado na Revista EGO do Will Baptista:

E na Revista IN CASA por Alex Ruivo:

 

Gostaram? Acessem nossas redes sociais para saber mais sobre esse e outros projetos

Tijolos de demolição

Os tijolos de demolição estão cada vez mais sendo aplicados nos ambientes residencias e comerciais. Muito semelhante ao tijolo aparente, o de demolição se difere pelo aspecto  rústico dado pela irregularidade do material, efeito obtido naturalmente pela reutilização ou pelo desgaste proposital.

Escritório Cláudia F Arquitetura
Escritório Cláudia F Arquitetura

Somos suspeitos para falar sobre a adoração do tijolinho, pois nosso escritório foi inteiro construído com esse elemento.

Escritório Cláudia F Arquitetura - Recepção
Escritório Cláudia F Arquitetura – Recepção

No post ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA  falamos detalhadamente sobre o nosso espaço de criação.

Cozinha gourmet - design de interiores - arquiteta Cláudia Ferreira
Cozinha gourmet – design de interiores – arquiteta Cláudia Ferreira

Nosso escritório executou o projeto dessa linda cozinha gourmet a cima, que  ganhou destaque com uma parede inteira revestida de tijolo de demolição. Os proprietários nos contrataram para projetar todo design dos ambientes internos e externos, assim como a fachada. O maior pedido dos clientes foi de criar uma “roupa” rustica à estrutura contemporânea.  O tijolinho foi usado em varias paredes, junto com madeira de demolição para criar exatamente o que os moradores queriam: Um lar extremamente aconchegante.

Fachada residencial com elementos rústicos
Fachada residencial com elementos rústicos

Na fachada frontal da residencia MA, usamos tijolinho em algumas platibandas e nos espelhos dos degraus do hall de entrada. Para compor usamos elementos vazados cerâmicos e uma linda porta de madeira de demolição.  Em breve postaremos uma matéria mais completa sobre esse projeto incrível.

Tijolo de demolição usado na Residência MA
Tijolo de demolição usado na Residência MA – Massa cheia

Das suas abundantes qualidades, o tijolo de demolição, tem o conforto térmico e acústico oferecido pela argila componente do tijolo, que modera a temperatura da edificação, a resistência ao tempo e a não necessidade de manutenção.

Você pode escolher entre três tipos de junta dos tijolinhos, como achar que combinará mais com a situação em que será utilizado:

  • Frisada – terá profundidade entre os tijolos;
  • Cheia – a massa será nivelada com a superfície das peças;
  • Seca – os tijolos irão ser apoiados uns pelos outros.

Cuidados que devem ser tomados: os tijolos de demolição  devem ser impermeabilizados devido à umidade com resina, verniz acrílico ou silicone líquido, para maior durabilidade.

opções de impermeabilizantes

Hoje podemos encontrar em boutiques de revestimentos, plaquetas que simulam os tijolos, com tamanhos e cores diferentes . Gostamos muito dessas marcas:

PALIMANAN http://www.palimanan.com.br/produto/tijolo-ingles/
BRICKSTUDIO http://www.brickstudio.com.br/
Residência BF – tijolo de demolição na fachada frontal – Cláudia F Arquitetura

Mais um dos nossos projetos de arquitetura e design, a RESIDÊNCIA BF recebeu o tijolo de demolição nas fachadas. Com estilo rustico, a residência ganhou grande destaque pela estilo único e atemporal.

Projeto residencial RM – Cláudia F Arquitetura

A RESIDÊNCIA RM esta em execução, e em breve receberá o tijolinho de demolição como revestimento. Vocês poderão acompanhar o assentamento no histories do nosso instagram.

 

Clique nos ícones para entrar em contato. E nos siga nas redes sociais para ficar por dentro de todos os projetos e novidade do mundo de arquitetura e design. 

Substituindo quatro paredes

Dividir ambientes não necessariamente precisa de quatro paredes, hoje temos como alternativa as divisórias.

Elas ocupam menos espaço que uma parede comum, trazem sensação de amplitude e fluidez dos ambientes que precisam de uma certa divisão ou privacidade sem que deixem de estar integrados. Os diferentes formatos e materiais empregados às tornam além de funcionais, decorativas e dependendo da situação em que está inserida são facilmente modificadas ou removidas.

Adverso à parede de alvenaria, as divisórias também permitem a iluminação de todo o ambiente, uma vez que vazadas ou translúcidas não interrompem o caminho que a luz natural ou artificial percorre, o mesmo acontece com a circulação do ar.

Costumavam ser utilizadas em lugares pequenos, apartamentos, mas com tantas funções em um elemento, os arquitetos e designers de interiores estão aproveitando de todas as maneiras, conheça algumas:

  • Ambientes corporativos (projetos autorais):
Projeto corporativo usando divisória em dry wall, entre recepção e área de trabalho, por arquiteta Claudia Ferreira.
Projeto corporativo usando divisória em dry wall, e portas de vidro  adaptadas como lousa para sala de reuniões, por arquiteta Claudia Ferreira.
Projeto corporativo usando divisória em vidro, por arquiteta Claudia Ferreira.
Projetos corporativo com divisórias em vidro, pela arquiteta Claudia Ferreira.
  • Projetos comerciais:
Projeto comercial com divisória em alvenaria executado por Claudia Ferreira e Verônica Gaburro, arquitetas.
Projeto comercial com divisória em alvenaria executado por Claudia Ferreira e Verônica Gaburro, arquitetas.
Projeto comercial com divisória em madeira maciça criando um hall de entrada. Executado por Claudia Ferreira, arquiteta.
Projeto comercial com divisória em madeira maciça criando um hall de entrada. Executado por Claudia Ferreira, arquiteta.
Projeto comercial com divisória em madeira maciça criando um hall de entrada. Executado por Claudia Ferreira, arquiteta.
Projeto comercial com divisória em dry wall, criando uma sala de espera.
Projeto comercial com divisória em dry wall, criando uma sala de espera.
  • Elemento decorativo em projeto residencial:
Imagem do projeto da divisória no hall de entrada. Por: Claudia F Arquitetura.
Imagem do projeto da divisória na sala de estar. Por: Claudia F Arquitetura.
Imagem do projeto da divisória. Por: Claudia F Arquitetura.

O painel vazado de 7,5m de altura por 2,50m de largura, foi desenhado pelo nosso escritório e executado pela Serralheria Lopes. A estrutura (pilares e bases) foram feitas em metalon e revestidas com dry wall. Os elementos vazados em ferro, receberam uma pintura eletrostática na cor bronze.

Material escolhido para divisória em projeto residencial por Claudia F Arquitetura.
Obra antes da instalação da divisória. Projeto residencial executado por Claudia F Arquitetura.
Divisória de 7,5m em ferro sendo produzida. Projetada por Claudia F Arquitetura.
Foram usadas 150 unidades desse elemento circular para preencher a divisória. Projetado por Claudia F Arquitetura.
Processo de instalação da divisória em ferro. Projetado por Claudia F Arquitetura.
Processo de instalação da divisória em ferro. Projetado por Claudia F Arquitetura.
Processo de instalação da divisória em ferro. Projetado por Claudia F Arquitetura.

 

Processo de emolduramento da divisória em ferro. Projetado por Claudia F Arquitetura.
Processo de emolduramento da divisória em ferro. Projetado por Claudia F Arquitetura.
Divisória em ferro finalizada. Projetado por Claudia F Arquitetura.

Gostou desse painel vazado? Acesse Casa BH nos nossos destaques do Instagram e acompanhem a obra dessa residência.

Para criar essas divisórias exclusivas e personalizadas com  objetivo de atender as necessidades do ambiente e do cliente, a arquiteta Claudia Ferreira se inspira em tudo que vê em suas viagens. Temos alguns exemplos na feira de Milão, veja:

Divisória moderna em stand da ISalone em Milão. Clique e conheça mais da feira.
Divisória moderna em stand da ISalone em Milão. Clique e conheça mais da feira.
Divisória moderna em stand da ISalone em Milão. Clique e conheça mais da feira.

Fotos por Claudia Ferreira.

Para ver mais sobre o nossos projetos e tudo que rola no mundo da arquitetura e design de interiores, acesse nossas redes sociais.

Residência 2C – Colecionadores de Fuscas

Residência 2C - Estilo Neoclássico - Fachada Frontal - Cláudia f Arquitetura
Residência 2C – Estilo Neoclássico – Fachada Frontal – Cláudia f Arquitetura

O projeto da residência para um jovem casal será construído em um terreno de 1.000m2 em um condomínio na cidade de Sorocaba, SP. A área total construída será de 522m2, onde conta com uma garagem de 164m2.

Residência 2C - Estilo Neoclássico - Fachada Frontal - Cláudia f Arquitetura
Residência 2C – Estilo Neoclássico – Fachada Frontal – Cláudia f Arquitetura

O estilo proposto remete à arquitetura européia, caracterizado por colunas, molduras em toda a residência, gradis detalhados e paleta de cores claras, contudo o projeto ainda contém traços atuais. Apesar da ausência do telhado aparente, o uso de molduras robustas e texturas tornam as fachadas com o estilo desejado pelos clientes: Neoclássico. 

Residência 2C - Estilo Neoclássico - Fachada Frontal - Cláudia f Arquitetura
Residência 2C – Estilo Neoclássico – Fachada Frontal – Cláudia f Arquitetura

Um dos pedidos do casal, colecionadores de carros antigos, era uma grande garagem, para que todos os seus Fuscas fossem devidamente abrigados. Por isso, projetamos em quase toda a fachada frontal do imóvel a garagem, em um nível inferior ao restante da casa. Como o terreno é aclive, criamos uma linda escada que leva ao andar principal da residência.

A principal premissa da arquitetura se preocupou em garantir a valorização dos espaços de convívio, a partir da integralização do living e área gourmet, já que o casal gosta e preza os momentos com os bons amigos e familiares.

Para enfatizar o convívio, criamos a área de lazer como um delicioso spa: o deck de madeira compõe uma hidromassagem, lareira e um sofá externo, ambiente que pode ser desfrutado em todas as épocas do ano!

Todo o projeto luminotécnico foi projetado  pela arquiteta Claudia Ferreira, que preza os mínimos detalhes da residência, valorizando ainda mais a arquitetura.

Residência 2C - Área de lazer - Cláudia f Arquitetura
Residência 2C – Área de lazer – Cláudia f Arquitetura
Residência 2C - Fachada posterior - Cláudia F Arquitetura
Residência 2C – Fachada posterior – Cláudia F Arquitetura
Residência 2C - Fachada posterior - Cláudia F Arquitetura
Residência 2C – Fachada posterior – Cláudia F Arquitetura

O projeto arquitetônico foi aprovado pelos clientes e em breve daremos início ao projeto de design de interiores. A construção está prevista para 2019.

Ficha técnica:

  • Área garagem: 164,00m²
  • Área casa:296,00m²
  • Área total: 1.000,00m²

Gostaram? Acessem nossas redes sociais para saber mais sobre esse e outros projetos

Residência RM – Lar para uma família unida

Arquitetura – Projeto residencial – Claudia F Arquitetura – Projeto: Claudia Ferreira – Fachada frontal

Essa residência  foi criada para um casal e suas duas filhas, que queriam muito mais do que uma casa, mas sim um lar para viverem. O terreno com 1.000m² possui uma testada de 35m, que favoreceu a fachada frontal.

Arquitetura – Projeto residencial – Claudia F Arquitetura – Projeto: Claudia Ferreira – Fachada frontal

O estilo escolhido pela família foi o contemporâneo, que é marcado por linhas retas, formas simples e muitos volumes.

O tijolo de demolição  é a peça-chave do projeto. Utilizado em pontos específicos da fachada frontal e posterior, dá um acabamento mais aconchegante e traz charme ao projeto. As suas texturas e cores diferenciadas dão ainda mais personalidade!

A disposição da residência foi pensada para que todos pudessem estar juntos, mas ainda tendo a privacidade que precisam. Todas as 4 suítes da residência ficaram voltadas para a frente, interligadas por uma grande varanda, permitindo que o casal e suas filhas pudessem desfrutar da linda vista: um grande lago!

Todas as esquadrias da residência são de alumínio em cor preta, dando um ar mais moderno ao projeto.

Arquitetura – Projeto residencial – Claudia F Arquitetura – Projeto: Claudia Ferreira – Fachada frontal

O telhado embutido é um grande ponto da arquitetura de estilo contemporâneo, ele tem as mesmas funções do telhado convencional, contudo está escondido atrás de platibandas no topo da construção.  O volume da caixa d’água ganhou um detalhe especial em tijolo.

A área de lazer é vista como um espaço de relaxamento, por isso valorizamos as piscinas e os spas. O espaço gourmet é integrado com a sala de estar e cozinha, o que cria um espaço maior e mais confortável para receber os amigos e a família.

Arquitetura – Projeto residencial – Claudia F Arquitetura – Projeto: Claudia Ferreira – Fachada posterior

A construção dessa residência começou em fevereiro deste ano (2018) com previsão de término para junho de 2019.  Alguns vídeos e fotos da obra estão no nossos destaques do instagram.

OBRA Mar2018
Fachada Frontal – Obra out2018
Fachada Posterior – Obra out2018

Ficha técnica:

  • Área garagem: 44,00m²
  • Área casa: 401,00m²
  • Área total: 1.000,00m²

 

Gostaram? Acessem nossas redes sociais para saber mais sobre esse e outros projetos

Residência DA – Contemporâneo Rústico

Fachada frontal da residência DA. Por: Claudia Ferreira, arquiteta.

Mais um projeto realizado em Capela do Alto, interior de São Paulo! A quarta residência de um condomínio incrível.

A residência com estilo contemporânea com um toque de rusticidade, foi projetada para atender todas as demandas do casal.

Na fachada, o volume da garagem percorrendo toda a frente do imóvel é de grande destaque, revestido de madeira ele dá um toque rústico, combinando com a porta de entrada do mesmo material e diversos detalhes do imóvel.

Fachada frontal da residência DA. Por: Claudia Ferreira, arquiteta.

A paleta de cores foi escolhida para respeitar os tons da natureza, inclui-se o bege e o marrom da madeira, que se complementam harmoniosamente. O uso de vidros em janelas é uma ótima opção para manter a vista da residência e incidir a luz natural adentro.

A iluminação é sempre um diferencial no ambiente. Neste projeto, as arandelas criam detalhes nas paredes com seus feixes de luz em toda a fachada. Ainda, os spots inseridos em todo o beiral no piso superior mantem uma iluminação elegante e aconchegante.

Neste projeto, os guarda-corpos de vidro, além de exercerem a função de proteção, ainda contribuem para a qualidade estética da edificação, compondo na horizontalidade e estética da casa.

Fachada posterior da residência DA. Por: Claudia Ferreira, arquiteta.

Na fachada posterior, foram criados dois muros inglês, um no piso inferior, próximo a piscina, e outro no piso superior, na varanda, que é coberta com um pergolado de madeira, Ainda, incluímos uma lareira, criando um espaço íntimo para aproveitar com a vista privilegiada para uma mata nativa.

A piscina de alvenaria revestida com pastilha cerâmica, pedido da nossa cliente, é composta por um deck de madeira, um ambiente prazeroso de usufruir em todas as estações do ano.

Vista superior da residência DA. Por: Claudia Ferreira, arquiteta.
Vista superior da residência DA. Por: Claudia Ferreira, arquiteta.

Ficha técnica:

  • Área garagem: 31,00m²
  • Área casa: 274,00m²
  • Área total: 450,00m²

 

Gostaram? Acessem nossas redes sociais para saber mais sobre esse e outros projetos

Residência AB – Estilo Clássico

Fachada frontal da residência AB. Por: Claudia Ferreira, arquiteta
Fachada frontal da residência AB. Por: Claudia Ferreira, arquiteta

Mais um projeto está sendo executado!

Esta residência de estilo clássico, com 380m², desenvolvida pelo nosso escritório está sendo construída no interior da cidade de Sorocaba.

A fachada de estilo clássico, cheia de detalhes, é de nos encantar!

Com cores neutras, em tons de bege e branco, a riqueza dos detalhes é ainda mais evidente. Os guarda corpos das janelas, o portão e a porta de entrada, feitos em ferro, foram desenhados pela arquiteta Claudia Ferreira especialmente para os nossos clientes.

Neste projeto, a entrada principal da residência é marcada por duas colunas com detalhes em concreto, assim como a moldura em toda a casa, que nos remetem à arquitetura Clássica. Da mesma forma, a simetria da fachada resulta um visual vistoso e convidativo.

Fachada frontal da residência AB. Por: Claudia Ferreira, arquiteta.

As arandelas dão um toque especial ao projeto, algo que a arquiteta sempre busca em seus projetos luminotécnicos.

Fachada posterior da residência AB. Por: Claudia Ferreira, arquiteta.
Fachada posterior da residência AB. Por: Claudia Ferreira, arquiteta.

Na área de lazer foi feita a área gourmet e a piscina prezando todos os detalhes do estilo. Os boiseries de gesso, tendência francesa, deixam o ambiente ainda mais refinado e sofisticado.

Para o paisagismo utilizamos muitos arbustos e pinheiros, plantas que remetem ao estilo europeu. Os jardins têm como característica  a simetria, feitos através de caminhos e canteiros muito bem definidos.

Vista superior da residência AB. Por: Claudia Ferreira, arquiteta.
Vista superior da residência AB. Por: Claudia Ferreira, arquiteta.

Para acompanhar a obra desse lindo projeto, acessem o nosso intagram, no destaque: Casa AB

Ficha técnica:

  • Área do terreno : 1.002,46m²
  • Área garagem: 44,85m²
  • Área do pavimento térreo : 216,50m²
  • Área do pavimento térreo : 130,70m²
  • Área da piscina: 20m²
  • Área total construída: 412,05

Gostaram? Acessem nossas redes sociais para saber mais sobre esse e outros projetos: